quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Curso de Projeto de Redes de Água Potável com uso de EPANET em combinação com Softwares GIS livres

ÚLTIMAS VAGAS!


ABES-SP na Record News

O presidente da ABES-SP, Alceu Guérios Bittencourt, foi um dos analistas convidados do programa Economia e Negócios da Record News, que abordou a crise hídrica que atinge o Brasil e vários países do mundo.

O programa vai ao ar em duas semanas.

 Presidente da ABES-SP, Alceu Guérios Bittencourt no programa Economia e Negócios da Record News (ponta direita).

terça-feira, 21 de outubro de 2014

JPS realiza palestra para estudantes da FMU

Na última segunda-feira, dia 20, o Programa Jovens Profissionais do Saneamento se apresentou em mais uma universidade. O coordenador do programa, Roger Gregório, e o membro do JPS, Rafael Guimarães, realizaram duas apresentações para os estudantes de Engenharia Ambiental e Gestão Ambiental das Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU), no campus Vergueiro I.

Roger Gregório iniciou o evento com uma breve apresentação institucional sobre o JPS. A Rafael coube ministrar uma palestra técnica sobre o tema ‘Gestão Integrada de Resíduos da Construção Civil’.  “Foi a minha primeira palestra técnica e achei muito produtiva, espero que seja a primeira de muitas. Saneamento é uma área incrível, que deve ser vista de maneira sistêmica. Tudo está integrado ao sistema urbano e nossas ações influência diretamente na natureza”, afirma Rafael.

O tecnólogo ressaltou em sua apresentação a associação dos resíduos de construção civil com o setor de saneamento. “O modo como dispomos esses resíduos pode trazer impactos relevantes ao ambiente, como:  a alteração paisagística; carregamento dos sólidos pela chuva e vento para os dispositivos de drenagem, causando pontos de alagamentos e surgimento de vetores e riscos epidemiológicos. Por isso, é muito importante segregar esses resíduos na fonte dos pequenos e grandes geradores, pois a mistura das classes desse tipo de resíduos torna oneroso o processo de reciclagem, tendo como destino mais viável o aterro sanitário, o que não é interessante porque diminui sua vida útil.”

Os papéis do poder público e do setor privado também foram mencionados. “É importante que os gestores públicos incentivem a população oferecendo opções para a disposição final dos resíduos da construção por meio de pontos de entrega voluntária. E também que massifiquem a divulgação dos serviços de coleta. Já no setor privado, crescem as empresas que reciclam esses resíduos como concreto,  cimento, argamassa e cerâmica, que depois do processamento, são vendidos para o mercado da construção para fins não estruturais.”


O membro do JPS finalizou destacando a importância do trabalho em conjunto. “Acredito que, com a parceria desses setores, o uso da Gestão Integrada dos Resíduos da Construção Civil continuará ganhando força no mercado, minimizando o uso dos recursos naturais, trazendo sustentabilidade e bem-estar para todos”, afirmou.

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Tarde de Autógrafos do livro "Guarapiranga 100 anos" adiado

Informamos que a Tarde de Autógrafos do livro "Guarapiranga 100 anos", com a presença dos autores, foi adiada.

Em breve divulgaremos nova data!


quarta-feira, 15 de outubro de 2014

Dia do Educador Ambiental

Hoje, 15 de outubro, comemora-se o Dia do Educador Ambiental. Profissão essa que é de extrema importância para a relação da sociedade com a natureza, criando um ambiente harmonioso e sustentável.

Educação Ambiental é uma novidade da educação, já praticada em alguns países. Foi proposta em 1999 no Brasil e tem o objetivo de disseminar o conhecimento sobre o ambiente. Sua principal função é conscientizar à preservação do meio ambiente e a utilização de forma sustentável dos recursos naturais. Foi prevista por lei em 27 de abril de 1999, afirmando que “(...) é um componente essencial e permanente da educação nacional, devendo estar presente, de forma articulada, em todos os níveis e modalidades do processo educativo, em caráter formal e não formal.” (Lei N° 9.795).

A Educação Ambiental envolve ciência, ética, compromisso e atitudes e, acima de tudo, a transmissão de informações, conceitos e técnicas necessárias que levem à reflexão e à compreensão da realidade para conscientizar sobre uma mudança correta de atitudes. Propiciar uma atividade na prática pode ser garantia de um aprendizado efetivo. A conscientização proposta por um educador ambiental segue por esse caminho. “É importantíssimo por conta das questões ambientais e dos grandes impactos que comprometem a saúde da população. O educador ambiental está muito próximo da população e ele consegue orientá-la e educá-la no sentido de participar desse processo da não poluição, de melhorar o meio ambiente. Todo mundo, não só as empresas, comprometem o meio ambiente se não souber cuidar.”, afirma Roseane Garcia, engenheira e coordenadora das câmaras de Resíduos Sólidos e Saúde Pública da ABES-SP.

Com esta premissa da conscientização sobre o meio ambiente foi criado o Dia Interamericano de Limpeza e Cidadania, também conhecido como DIADESOL, campanha internacional de educação ambiental que no Brasil é promovida pela ABES-SP. A expressão DIADESOL é de origem espanhola: Dia de los Desechos Sólidos. Foi idealizado com objetivo de desenvolver atividades que despertem a consciência das populações da América Latina sobre as questões relativas aos resíduos sólidos.

Desde sua criação, as ações propostas ganharam proporções mundiais. Hoje, a data é comemorada em diversos países da América Latina, como Chile, Argentina e Brasil, assim como na América do Norte, caso do Canadá. No Brasil, as atividades do DIADESOL fazem parte do calendário anual da ABES - Seção São Paulo, que desde 2006 comemora a data com ações que buscam envolver todos os setores da sociedade, abrangendo pessoas de todas as idades.

O DIADESOL acontece, anualmente, envolvendo a realização de diversas atividades/ações das instituições participantes. Dentre estas ações, os concursos de Desenho Infantil e Vídeo Amador são destaques e têm ampla abrangência junto à sociedade, uma vez que, estimula o exercício da Cidadania e promove a conscientização ambiental. Organizado pela Câmara Técnica de Resíduos Sólidos da ABES-Seção SP, em parceria com diversos apoiadores, a cada ano, o evento ganha novas proporções e atinge novos públicos. Saiba mais em http://www.abes-sp.org.br/diadesol2014/


Agradecemos por essa atuação tão essencial em nossa sociedade!